Mitsubishi Colt 1.3 ClearTec – Mais potência rima com menos consumo?

IMG_0687Esta questão tem tudo a ver com este Colt Clear Tec: tem mais 20 CV que o 1.1 litros, é mais rápido mas diz a Mitsubishi que gasta e polui menos. Será verdade?

O Colt conheceu há pouco tempo uma renovação ligeira que se limitou a fazer um “upgrade” à parte dianteira e aos farolins traseiros. Devido às condicionantes do ambiente macroeconómico mundial, o Colt também já recebeu uma versão milagrosa, equipada com “stop&start” e todos os recursos já conhecidos destas versões “verdes”.

Pormenor interessante é que a gama Colt deixou de ter a opção diesel, pois segundo a marca quem procura um automóvel deste calibre não está desesperado por ter uma motorização diesel mais cara e dispendiosa na manutenção.

Receita conhecida

A Mitsubishi deitou mão daquilo que todos os outros já fazem. Ou seja, engendrou um sistema “stop&start” daqueles que fazem o motor desligar-se quando paramos num semáforo ou no trânsito e desengatamos o carro e tiramos o pé da embraiagem.

Depois, rebaixou o carro – o que é uma coisa gira, pois passamos a ter carros com rodas pequeninas e todos rebaixados… – colocou-lhe pneus de baixo atrito, deu uns retoques na aerodinâmica e… voilá! temos um Colt amigo do ambiente e poupadinho. Na teoria e se usarmos muito o Colt em cidade, o sistema “Stop&Start” funcionará em pleno, mas caso contrário tudo será diferente. Aliás, convirá dizer que por vezes o sistema amua e não liga o motor. Outras não o desliga. Feitios!

Lá dentro, a única diferença está no botão que permite desligar o sistema “stop&start” e os avisadores do mesmo. O resto ficou tudo igual.

Desculpem, há mais uma alteração. O motor 1.1 litros deu lugar a um mais musculado 1.3 litros. São mais 20 CV e prestações mais vivaças que o motor mais pequeno. Antes não fosse.

Mais rápido com… mais gasolina

Se no Colt 1.1 nos queixávamos da lentidão, especialmente em termos de velocidade e de recuperação da aceleração, com o motor 1.3 litros essas queixas deixam de fazer sentido. Os 90 CV são de boa cepa e permitem prestações bem mais condizentes com um estatuto de utilitário cheio de genica e ágil no trânsito. O peso inferior à tonelada ajuda nas emissões e no desempenho e por isso não espanta que o ClearTec chegue aos 180 km/h e acelere dos 0-100 km/h em pouco mais de 10 segundos, bem melhor que os 160 km/h e os mais de 12 segundos para o mesmo exercício.

Supostamente, as alterações feitas deveriam permitir que o Colt Clear Tec fosse mais económico. Acaba por ser mais amigo do ambiente, mas não é menos gastador.

Não só porque mais potência leva-nos a espremer mais o que há, mas também porque a única situação onde os consumos são mais comedidos é no tráfego citadino com a ajuda do “stop&start”. Nas outras situações, o Colt gasta mais que a versão 1.1, mas em contrapartida, o ganho em prestações compensa claramente o consumo extra.

Tudo por 15 mil euros

Coisa que não falta ao Colt é chassis. O eixo dianteiro é naturalmente subvirador, mas nada de preocupante e perfeitamente controlável. A travagem é equilibrada e a condução fácil, tranquila e segura.

Mas o melhor de tudo isto é que o Colt ClearTec custa apenas 15 mil euros. É verdade, cerca de 600 euros a mais que o 1.1 e com o mesmo equipamento. E se quiser ir mais além, opte pelo “pack Segurança que junta as cortinas laterais e o ESP, além dos discos de travão traseiros, por 750 euros.

Contas feitas, por menos de 16 mil euros, fica com um carro espaçoso, bem comportado, razoavelmente bem equipado e dentro da moda com preocupações ambientais. Um escolha a ter em conta, não acham?

Características técnicas

Motor – 4 cil. 16V; 1332 c.c.; Potência (CV/rpm) – 95/6000; Binário (Nm/rpm) – 125/4000; Transmissão – Dianteira, caixa manual 5 vel.; Suspensão (fr./tr.) – Independente, McPherson/Eixo de torção; Travões (fr./tr.) – Discos vent./Tambores; Comp./Larg./Alt. (mm) 3940/1695/1550; Dist. entre eixos (mm) 2500; Capacidade da mala (lt) 214; Peso (kg) 975; Velocidade Máxima (km/h) 180; Acel. 0-100 km/h (s) 10,6; Consumo médio (l/100 km) 5,0; Emissões CO2 (gr/km) 119 (Categoria B)

Preço 15.000 Euros

4 Respostas

  1. Boa tarde,
    desculpa de estar a corrigir os consumos do carro, dentro da cidade podes contar com uns 7l/100km e o comsumo medio e de 6.5l/100km.
    o carro tem muita coisa boa mas tem uns contras começando pelos pneus e pela altura e muito baixo .

    • muito baixo? é quase da altura de um jipe e compete a altura com as peugeots partner e fiats doblòs…

      • boas olha e assim eu tenho um desses e sao uma treta em ralaçao a altura e peçima muito baixo 20cm mais alto nao se perdia nada e se nao fosse pedir muito com bloqueio de de traçao mas como o carro nao e 4×4 e quero dizer bloqueio das transmiçao das rodas dianteiras isso devia de ser obrigatorio. e em relaçao aos tais 95cv na minha opiniao se andares so nas 3000rotaçoes e um carro morto manten a velocidade mas e um carro sem alma para os tais 95cv. o meu ja esta com 130cv mas e uma perda de tempo envestir no carro ade ser um carro sem alma

  2. uma correção também ao texto, não são 90 cv mas sim 95 ( a versão 1.3)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: