Mitsubishi Lancer Evo X MR – Impressionante!

IMG_1772Não há muitas palavras para descrever o Lancer Evolution X, seguramente, o melhor carro para se ligar dois pontos pela estrada mais retorcida que conseguirmos encontrar. Por isso o singelo… impressionante!

O Mitsubishi Lancer Evolution a direito não impressiona absolutamente nada, pois não vai além dos 242 km/h e parece sempre que vamos mais devagar do que na realidade. E com a caixa TC-SST as acelerações não parecem tão vigorosas como anteriormente. Confessamos que ficámos preocupados num primeiro momento com esta aparente falta de músculo. Até olhamos para a ficha técnica!

Mas lá estão os 295 CV e os 366 Nm de binário e toda a panóplia de tecnologia que faz deste Lancer um verdadeiro compêndio tecnológico. Mal sabíamos o que vinha a seguir… Mas já lá vamos, porque antes vamos olhar para o Lancer.

O estilo “jet-fighter” é bem interessante e com as vias mais largas que as versões de série, o Lancer ganha um torso musculado com os alargamentos das cavas das rodas à frente e atrás. Feito a régua e esquadro, o estilo do Lancer ganha com estes esteróides… Com o sistema mãos-livres disponível nesta versão, olhamos lá para dentro. Espaço há até para quem vai atrás – não recomendamos se o condutor for daqueles nervosos e que não toma os calmantes a horas… – mas os olhos ficaram nos magníficos bancos Recaro colocados nos lugares da frente. Que até têm aquecimento e tudo!

Sentados neste verdadeiro banco de competição, ficámos surpreendidos pela magnífica posição de condução, pelo volante que nos cai nas mãos de forma perfeita e por todos os comandos estarem à mão. Quer dizer, pedais, volante e patilhas da caixa porque o resto… não interessa nada! Ah, podemos dizer que neste nível de equipamento tem direito a um sistema de navegação topo de gama e um sistema de som Rockford Fosgate ao melhor estilo “tuning”. Mas de qualidade, garantimos! Vamos lá então ao que interessa.

Comportamento alucinante

Faltou dizer que o Evolution tem uma bagageira simpática com 323 litros. Sei que não interessa para nada, mas pode haver algum chefe de família ou “maluquinho” dos números que queira saber.

Colocado o motor em marcha colocamos de imediato a caixa no modo manual e posição Sport. Não impressiona e depois de já ter conduzido outros sistemas semelhantes percebemos porque razão a versão com caixa manual de 5 velocidades é mais rápida do 0-100 km/h cerca de 0,9 segundos.

Partimos para o habitual percurso de testes e colocamos o sistema no modo SuperSport deixando o ESP ligado. E meus amigos, aqui a coisa ficou muuuuito mais interessante. Com um centro de gravidade baixo e pneus Dunlop que depois de quentes são verdadeiras lapas, o Lancer Evolution é um verdadeiro demónio!

A frente insere-se de forma perfeita, não foge se exagerarmos na velocidade de entrada e como o sistema de transmissão coloca mais potência nas rodas traseiras, tudo se faz com uma simplicidade alucinante. E como a electrónica faz milagres, todos os excessos – excepto os das leis da física – são perdoados.

Depois desligamos as ajudas electrónicas e a partir daqui, as coisas ficam muito mais sérias. As saídas de traseira são mais frequentes e há que acelerar vigorosamente e sem medo para evitar que a traseira ganhe mais vida que o desejável. Continuamos a andar muito rápido em curva, mas requer o dobro da atenção e do trabalho para evitar fazer parte do cenário.

Voltámos às ajudas electrónicas e regalámo-nos com o comportamento do Lancer Evolution em curva. Tanto que acabámos sem gasolina e tivemos de receber ajuda para ir buscar uns litros que permitissem chegar à bomba para atestar. Isto porque a média anunciada só mesmo se andarmos a 50 km/h e para ficar entre os 10 e os 12 litros, só com muito controlo. Mas em ritmo de ataque não menos de 20 litros de gasolina sem chumbo de 98 octanas são necessários. E assim o Lancer não dura mais que 220 quilómetros…

Os 62.400 euros pedidos são exagerados é verdade, mas perante tanta tecnologia e tanto prazer de condução… ficamos na dúvida.

Características técnicas

Motor – 4 cil.; 16V; 1998 c.c.; turbo c/intercooler; Potência (CV/rpm) – 295/6500; Binário (Nm/rpm) – 366/3500; Transmissão – Integral, caixa seq. aut. 6 vel.; Suspensão (fr./tr.) – Independente, MacPherson c/barra estabilizadora/Independente, multibraços e barra estabilizadora; Travões (fr./tr.) – Discos vent.; Comp./Larg./Alt. (mm) – 4580/1782/1375; Dist. entre eixos (mm) – 2650; Capacidade da mala (lt) 323; Peso (kg) 1590; Velocidade Máxima (km/h) 242; Acel. 0-100 km/h (s) 6,3; Consumo médio (l/100 km) 9,7; Emissões CO2 (gr/km) 232 (Categoria E)

Preço 62.400 euros

Uma resposta

  1. What’s Happening i’m new to this, I stumbled upon this I have discovered It positively helpful and it has aided me out loads. I hope to contribute &amp help other users like its helped me. Good job. cefecegbaeaa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: