Chevrolet Cruze à venda em Junho a partir de €17.490

cruze_out_principal_web

O Chevrolet Cruze chega ao mercado nacional na primeira semana de Junho. Inaugurando anova linguagem de design global da marca americana, o Cruze estabelece novos parâmetros na sua categoria em vertentes tão diversas como o design, a qualidade da construção e o comportamento dinâmico, argumentos que revelam a forte aposta da marca em competir com sucesso neste segmento.

O novo Chevrolet estará disponível no mercado nacional com um motor 1.6 a gasolina com 113 cv de potência, associado ao nível de equipamento LS, e com um motor turbodiesel 2.0 com 150 cv de potência, com o nível de equipamento de topo, LT.

Em linha com a filosofia da marca, os preços situam-se num plano extremamente competitivo: 17.490 euros para a versão 1.6 LS e 24.250 euros para a versão turbodiesel. A gama inclui ainda o 1.6 LS com a nova caixa automática de seis velocidades, pelo preço de 19.490 euros, estando ainda previsto para Outubro o lançamento de uma versão Bi-Fuel, com alimentação a gasolina e GPL.

Design exterior: um sédan com estilo coupé

A equipa de design multinacional envolveu centros de design sedeados na Alemanha, Estados Unidos, Coreia do Sul e Austrália, que tiveram como objectivo desenhar um compacto capaz de contribuir para o sucesso da Chevrolet no mercado global.

Tanto para o exterior como para o habitáculo, a equipa desenvolveu uma nova linguagem de design global, introduzindo elementos visuais modernos e explorando o potencial ligado a uma nova forma de expressão das linhas de design tradicionais da marca.

O elemento de maior destaque no design exterior do Cruze é a linha do tejadilho arqueada, que se estende desde o inclinado pára-brisas até aos finos pilares traseiros. A par da secção traseira relativamente curta, esta linha traz, pela primeira vez, o estilo coupé de quatro portas a este segmento de mercado.

Habitáculo envolvente e com detalhes inovadores

Com um ambiente dinâmico e uma atmosfera envolvente, o habitáculo de cinco lugares do Cruze caracteriza-se pelas linhas harmoniosas e fluidas e pela aplicação de materiais granulados suaves ao tacto.

O tema principal do design do habitáculo é uma expressão moderna de uma linha de estilo tradicional da Chevrolet: o típico desenho de “duplo tabliê” do Corvette, solução encontrada para aproximar o condutor e o passageiro da frente numa experiência “partilhada”. Para cada um dos lados do tabliê é possível optar por painéis de tecido colorido ou de vinil granulado, complementados por inserções condizentes nos bancos e no acabamento das portas.

Estrutura e sistemas de segurança entre os melhores da categoria

A estrutura da carroçaria do Cruze está entre as mais rígidas da classe, com uma elevada resistência à torção. Uma estrutura firme e rígida da carroçaria é essencial para obter um comportamento dinâmico de elevado nível, reduzir o ruído e as vibrações, e garantir uma segurança superior em caso de colisão.

Tratando-se do primeiro modelo global da Chevrolet, a engenharia do Cruze foi realizada em conjunto pelos centros de desenvolvimento da GM na Alemanha, nos Estados Unidos, na Austrália e na Coreia.

Suspensão, travões e direcção garantem grande envolvimento com o condutor

Os sistemas de suspensão, travagem e direcção do Cruze foram testados e regulados nas estradas europeias, procurando ir ao encontro das preferências dos consumidores do Velho Continente. Garantindo um excelente compromisso entre conforto e eficácia, o Cruze proporciona ao condutor um grande envolvimento com o automóvel e com a estrada, a par com um andamento tranquilo e refinado.

O Cruze tem a seu favor um chassis com dimensões generosas, o que contribui para uma maior estabilidade. A via dianteira tem 1544 mm e a via traseira 1558 mm, enquanto a distância entre eixos se situa em 2685 mm.

A suspensão dianteira, com uma estrutura de tipo McPherson, compensa cargas laterais graças a molas com um formato especial que contribuem para manter todos os movimentos dos componentes móveis dentro dos padrões pré-estabelecidos. Os casquilhos hidráulicos que fixam os braços inferiores da suspensão ao subchassis – comuns apenas em veículos mais caros – aumentam o grau de isolamento do andamento e permitem uma absorção mais controlada das cargas induzidas pelo piso.

A suspensão traseira integra um sistema composto de barra de torção especial com perfil em ‘U’, construído em duas camadas. Este desenho alia as vantagens da economia de espaço de um eixo com barra de torção convencional ao baixo peso e ao controlo regular do ângulo de sopé (câmber) das rodas.

No que se refere ao sistema de travagem, todas as versões do Cruze possuem quatro travões de disco, sendo os dianteiros ventilados. O sistema ABS (com actuação nas quatro rodas), o controlo da tracção (TCS), a Distribuição Electrónica da Força de Travagem (EBD) e o Controlo de Estabilidade Electrónico (ESC) fazem parte do equipamento de série.

A direcção de pinhão e cremalheira é assistida hidraulicamente e foi concebida para oferecer boa informação ao condutor. A direcção é rápida nas respostas, e possui uma relação directa, bastando menos que três voltas rodar o volante de extremo a extremo.

3 Respostas

  1. [i] [green] Sonho de consumo ser gm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: