Renault Mégane Estate: prática, sedutora e com grande bagageira

megane_estate_web_outside_openO quinto modelo da nova geração Megane – berlina, coupé, Scénic e Grand Scénic – irá chegar ao mercado no final deste mês. O Renault Megane Estate apresenta-se ao mercado como uma carrinha prática e sedutora que possui uma grande bagageira, uma enorme palete de motores e equipamentos, oferecendo grande capacidade de escolha.

Olhando para as fotos, as linhas musculadas mas elegantes da berlina são aqui prolongadas para uma traseira que não estraga o equilíbrio de formas do novo Megane. Maior que a sua antecessora, a nova carrinha Megane tem uma distância entre eixos com mais 62 mm (2702 mm) que se repercute em mais 61 mm no espaço para as pernas no banco traseiro, enquanto que para maior conforto, a largura à altura dos ombros situa-se agora nos 1595 mm. Ou seja, pelas cifras divulgadas pela Renault, a nova carrinha Megane é espaçosa e acolhedora, estando entre as melhores do segmento neste particular.

Para lá do banco traseiro fica uma bagageira com massivos 524 litros (mais 199 litros que a anterior) que podem esticar-se até aos 1600 litros (mais 466 litros que anteriormente) graças ao rebatimento do banco traseiro (que pode rebater-se em duas partes 60/40). Contas feitas, a Megane Estate pode albergar cargas até 2,55 metros de comprimento. Para aumentar a versatilidade, o habitáculo conta com espaços de arrumação que totalizam 25 litros.

Em termos de equipamento, a Renault fez um esforço para dotar a versão Estate de níveis completos e com a novidade de propor sistemas de navegação TomTom abaixo dos 500 euros.

Mantendo o bom comportamento do Megane e o nível de conforto habitual nos produtos da marca francesa, a Megane Estate recebeu uma direcção eléctrica revista e um novo sub-chassis que ajuda a lidar com o maior peso e melhora a direccionalidade.

No que toca às motorizações, a Renault Megane Estate terá oito versões diesel e seis motores a gasolina. No lado dos diesel encontramos versões do 1.5 litros dCi de 85, 90, 105 e 110 CV (algumas com filtro de partículas) e caixas de 5 (85 e 90) e 6 velocidades (105 e 110) e a partir de 2010 a opção por uma caixa de dupla embraiagem. Os consumos situam-se abaixo dos 5 litros a cada 100 quilómetros e em termos de emissões poluentes ficam todos abaixo dos 140 gr/km de CO2. O frugal consumo permite que com o depósito de 60 litros atestado o Megane Estate cumpra mais de 1000 quilómetros. Um bloco dCi de 1.8 litros com 130 CV (com e sem filtro de partículas e igualmente abaixo das 140 gr/km de CO2) e duas versões do 2.0 dCi com 150 e 160 CV (acoplados a caixas de 6 velocidades manual e automática, respectivamente) e consumos de 5,9 e 6,6 litros, são igualmente porpostos.

Na gama a gasolina destaque para o novo 1.4 litros TCe com 130 CV e consumos na ordem dos 6,5 l/100 km. A este motor junta-se as versões de 100 e 110 CV do bloco 1.6 litros, o 2.0 litros com 140 CV e caixa de velocidades de variação contínua e o poderoso TCe de 180 CV e também 2 litros de cilindrada. Todos terão caixa de seis velocidades, à excepção do 2.0 litros de 140 CV.

Qualidade e bom gosto também estarão presentes neste Megane Estate que o CAR BLOG ensaiará brevemente. Entretanto, fique a conhecer o Renault Megane Estate nas fotos oficiais que lhe apresentamos.

Uma resposta

  1. Boa Noite

    Queria saber o preço da carrinha megane estate com motor 2.000 diesel, com caixa automática.
    Aguardo vossa resposta obrigado
    J.Jorge

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: