Citroen C3 Picasso 1.6 HDI 90 – Caixa de colombo

ABERTURAPedimos desculpa de alterar a frase feita, mas o C3 Picasso é uma excelente ideia cujo aspecto quadrado lembra mais uma caixa que um ovo… Espaço, conforto e comportamento fazem parte dos atributos deste monovolume compacto em ensaio pelo CAR BLOG.

Há algum tempo que a Citroën anda a insistir nos monovolumes, inebriada pelo absoluto sucesso que os C4 Picasso conheceram. Sucesso merecido que a marca francesa quer alargar no segmento abaixo com este original Picasso que de C3 tem muito pouco. Ou pelo menos do actual C3.

Estilo acaixotado mas muito atrente

Vejam lá que até a plataforma é diferente – é a nova unidade utilizada no 207 e no próximo C3 cujas imagens o CAR BLOG já revelou – e o estilo está a anos-luz do compacto Citroën. O formato acaixotado é bem agradável à vista tendo os responsáveis de estilo da marca (um senhor chamado Ploué que tem muito jeito ara a coisa) encontrado a justa proporção entre as formas necessariamente quadradas, músculo para satisfazer os mais radicais e elementos de distracção. Olhe para as fotos. Veja as cavas das rodas destacadas, a traseira em queda abrupta mas com cantos arredondados e depois o tejadilho panorâmico, o pára-brisas enorme e com pilares ultrafinos que oferecem uma visibilidade superior. Diga lá que a raça do carro não é giro?

Interior espaçoso e… diferente

Lá dentro do C3 Picasso não há um milagre, pois quem os fazia já não anda por cá há muito séculos. Há, sim, uma racionalização do espaço muito interessante com uma ergonomia razoável e um painel de instrumentos colocado ao centro do carro. Vê-se bem, mas porque raio é que o botão do “reset” do velocímetro está do lado do passageiro longe do condutor? Os orifícios de ventilação imitam os faróis – pormenor interessante – e a consola central arruma o rádio com leitor de CD’s e MP3 e os comandos do ar condicionado com regulação independente.

O banco traseiro é bipartido, rebate totalmente deixando uma ampla superfície de carga totalmente plana e desliza sobre calhas num total de 15 centímetros, permitindo assim aumentar o espaço para arrumar as pernas ou levar mais carga.

O que também não faltam são espaços de arrumação e curiosas mesinhas tipo aviação nas costas dos bancos dianteiros que incluem práticas luzes de leitura. Existe também um espelho grande angular para controlar as crianças. No tablier está lá um grande espaço para arrumação com tampa.

A posição de condução é elevada mesmo com a regulação em altura do banco e em profundidade e altura do banco, construindo uma posição de condução típica de monovolume que nos permite o total controlo do C3 Picasso. Ah! e não se preocupe com o espaço, pois apesar de não ser um autocarro da Carris, cinco adultos viajam com relativo à vontade e para que possa levar tudo pode desfrutar de uma bagageira com 385, 500 ou no limite 1621 litros de capacidade.

Suavidade de funcionamento

Equipado com o motor HDI de 1.6 litros e 90 CV acoplado a uma caixa de cinco velocidades, o C3 Picasso é um primado de suavidade, aproveitando alguma vivacidade emprestada por um binário interessante debitado a baixa rotação. O peso não é de molde a colocar entraves a alguma desenvoltura. Não dá para exageros, mas o C3 Picasso chega facilmente aos 170 km/h e acelera de 0-100 km/h em bem menos de 15 segundos. Não é lá grande resultado, mas para um carro de família é óptimo e nunca nos sentimos deprimidos perante os restantes.

Outra coisa boa deste C3 Picasso é que consome pouco, uma média de 4,8 litros aos 100 km. Isto diz a Citroën, pois nas nossas medições nunca ficámos abaixo dos 6 litros. Mesmo assim, um valor razoável.

Bem comportado

O chassis do Citroën C3 Picasso revela-se equilibrado e apesar da elevada altura do modelo, a verdade é que em curva há um bom controlo do rolamento e com o passar dos quilómetros adquirimos confiança para andar cada vez mais depressa.

O conforto é elevado e no que toca à travagem, pode ficar descansado que há capacidade suficiente para parar o C3 Picasso na maioria das situações. E para ficar ainda mais descansado podemos dizer-lhe que o monovolume compacto da Citroën está equipado com todos os sistemas necessários para controlar o comportamento (ESP, ABS e direcção assistida eléctrica) e para o defender em caso de acidente com airbags frontais, laterais e de cortina e avisador de cintos de segurança não colocados.

Por tudo isto, o CAR BLOG recomenda este C3 Picasso, mesmo que a Citroën o comercialize por 24 mil euros. Não sendo um preço barato também não é obsceno e, contas feitas, acaba por justificar devido à sua versatilidade, comportamento correcto, consumos comedidos e agradabilidade de condução. Uma boa solução familiar!

Características técnicas

Motor – 4 cil. 16V; 1560 c.c.; “common rail” c/turbo; Potência (CV/rpm) – 90/4000; Binário (Nm/rpm) – 215/1750; Transmissão – Dianteira, caixa manual 5 vel.; Suspensão (fr./tr.) – Independente, McPherson/Eixo de torção; Travões (fr./tr.) – Discos vent./Discos; Comp./Larg./Alt. (mm) – 4078/1730/1621; Dist. entre eixos (mm) – 2540; Capacidade da mala (lt) – 385/500/1506; Peso (kg) – 1289; Velocidade Máxima (km/h) – 173; Acel. 0-100 km/h (s) – 13,4; Consumo médio (l/100 km) – 4,8; Emissões CO2 (gr/km) – 128 (Categoria B); Preço – 24.000 Euros

Uma resposta

  1. […] quer alargar no segmento abaixo com este original Picasso que de C3 tem … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: